Prefeitura participa do I Painel de Valorização da Vida em alusão ao Setembro Amarelo


    Dando início à extensa programação do Setembro Amarelo em combate à depressão e ao suicídio, a Prefeitura de Manaus esteve presente no I Painel de Valorização da Vida. O evento foi promovido , pela 12ª Região Militar, na avenida Coronel Teixeira, bairro da Ponta Negra, Zona Oeste.

    A programação contou com a participação de diversos órgãos e entidades que trabalham com a causa, que é uma preocupação mundial. Conforme a representante do Executivo municipal, a titular da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio, o trabalho de prevenção é desenvolvido na esfera municipal nas áreas de assistência social, educação e saúde.

    “Segundo a Organização Mundial da Saúde, a cada cinco pessoas no mundo uma tem depressão. Muitos casos de suicídio iniciam pela depressão, e nós precisamos debater esse assunto. O mês de setembro, representado pela cor amarela, é dedicado à prevenção ao suicídio. A Prefeitura de Manaus adota esta campanha e atua na divulgação do assunto”, afirmou a secretária.

    O combate à depressão e ao suicídio foram incluídos no Calendário Oficial do Município pela Lei 2.434/2019, sancionada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, no início de julho, ocasião em que também firmou uma parceria com a 12ª Região Militar, para definir e executar as ações, que serão levadas à população, além de informações tanto para pessoas que sofrem de depressão quanto para a população em geral, que possam gerar a prevenção, o tratamento e, finalmente, evitar o suicídio.

    A 12ª Região Militar é responsável, dentro do Exército, por conduzir os programas de assistência social, entre eles o Setembro Amarelo, um programa de valorização da vida.

    “O envolvimento de vários órgãos faz com que esse trabalho cresça, e essa informação chegue a toda população, para que possamos diminuir o suicídio e a depressão. Estamos trabalhando com a Prefeitura de Manaus e o governo do Estado. Iremos em escolas, hospitais para levar essa mensagem”, frisou o comandante da 12ª Região Militar, general Carlos Alberto Maciel Teixeira.

    Dados

    Relatório divulgado no ano passado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), sobre ansiedade e depressão, apontou um crescimento de 18,4% nas ocorrências, atingindo aproximadamente 322 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, de acordo com a OMS, 5,8% da população sofre de depressão, o maior índice da América Latina. O relatório aponta como principais causas do problema a pobreza, o desemprego, morte de um ente querido, ruptura de relacionamento, doenças e uso de álcool e de drogas.

    “A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é que o serviço de prevenção ao suicídio seja melhorado e ampliado, e nós estamos aqui em prol da valorização da vida. A prefeitura dispõe de três Centros de Atenção Psicossocial (Caps), que atuam no atendimento às pessoas que necessitam de auxílio psicológico, ou de pessoas com depressão”, destacou o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi.

    -- -- --

    Texto - Alexsandro Machado / Semasc

    Fotos - Divulgação / Semasc

    Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) -

    Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)

    Prefeitura de Manaus


    • Facebook
    • Instagram

    © Todos os direitos reservados - JORNAL TEMA

    O Jornal Tema não se responsabiliza pelas matérias ou artigos assinados.
    As opiniões não refletem, necessariamente, a opinião da diretoria deste jornal.

    E-mail: jornaltema@gmail.com

    Dúvidas e sugestões (13) 99116.0050 ou Redação (13) 3561.8382

    Administrado pela ASSECOM Assessoria