O território espanhol não se resume somente às suas fronteiras a leste e sul


    Espanha, um dos países com maior riqueza histórica e influência cultural do mundo e civilização moderna como a conhecemos hoje. Sua localização é mais que privilegiada, porta de entrada do Mar Mediterrâneo, onde justamente a leste e ao sul de seu continente, faz fronteira com as Ilhas Baleares, que em catalão, diz-se Illes Balears, arquipélago formado por quatro ilhas, Maiorca, Minorca, Ibiza e Formenteira, como também as Ilhas Canárias, que adentram o Oceano Atlântico, cuja capital é Las Palmas, pontos turísticos de imensa procura daqueles que escolhem a terra de personalidades ilustres como Goya, Dalí, Miguel de Cervantes, Rafael Nadal entre outros, como lugar ideal para conhecerem um pouco mais da história e civilizações mundiais, que hoje conhecemos como Espanha. Todavia, o território espanhol não se resume somente às suas fronteiras a leste e sul, de fronte para o Mar Mediterrâneo como mencionado, ao norte e a nordeste depara-se com a França, a oeste e noroeste com Portugal, com quem forma a Península Ibérica, porção de um continente que avança mar adentro encarando o Oceano, neste caso o Atlântico.

    Tão rica e fascinante quanto à história da Espanha, são suas influencias ao longo do tempo onde diversas personalidades, algumas aqui já citadas, contribuíram no campo das artes, sejam elas expressadas por intermédio da música, dança, pintura, escultura, literatura, como também do esporte, onde, por exemplo, temos o tênis, que ao longo de décadas, produziu diversos expoentes na modalidade e nos dias atuais, Rafael Nadal, seu maior representante. Todavia, é no futebol que se encontra a maior contribuição, onde frequentemente, Real Madrid e Barcelona disputam com demais clubes da Europa, quem é o melhor do mundo.

    Tudo isso e muito mais fez com que a Espanha se tornasse um dos países mais procurados por brasileiros, ávidos por informações, culturas e aprendizados. Estudar ultrapassando fronteiras, o que era privilégio para alguns se tornou, nos dias de hoje, muito mais fácil e acessível.

    Para tal propósito, o primeiro passo é decidir, buscar informações, fazer uma boa escolha, perguntando para quem já foi, como é ou até se informar através dos mais diversos sites e em mídias sociais, aquilo que mais lhe interessa.

    Um exemplo é o crescimento a cada ano do número de estudantes estrangeiros que procuram Salamanca/ES, município da Comunidade autônoma de Castela e Leão, local onde, segundo estudiosos, já era habitado desde os primórdios. Não é por acaso que a cidade foi escolhida pelos que tem desejo em ampliar experiências e dar continuidade na formação profissional. Uma das Universidades mais antigas do mundo, a de Salamanca, registra sua data de fundação no século XIII, do ano 1218.

    Dessa época até a atual passaram por suas salas de aula, diversas personalidades espanholas, inclusive um de seus Presidentes do Governo da Espanha (1976/1981), Adolfo Suárez González.

    A Universidade recebe anualmente cerca de 50.000 estudantes dos quais 5.000 são estrangeiros. Os nativos salmantinos falam o castelhano mais puro do país, o que torna a cidade um lugar excepcional para aprender o idioma e ainda ter em sua marca de turismo idiomático Salamanca, como Cidade do Espanhol.

    Salamanca registra uma população habitacional de pouco mais de 170.000 habitantes e está localizada no centro-norte do país oferecendo vantagens de uma grande cidade que ao mesmo tempo tem o ambiente de uma cidade pequena com experiência de um cenário internacional, que está sempre aberta e disposta a receber, para tanto foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

    O amanhecer e o entardecer são momentos mágicos pelo resplendor dourado das pedras dos edifícios, o que a denomina como “La Dorada”, sua maior praça foi inaugurada em 1756, em uma superfície de 6.400 m² no mais sofisticado estilo barroco e certamente uma das mais bonitas da Europa.

    A cidade está a 200 km de Madri, inclusive pode-se ir a Portugal que fica a 350 km, seja de trem ou carro, a escolha é sua!

    Por derradeiro, como ensinado pelo físico alemão Albert Einstein (1879-1955) - “Algo é só impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário”,

    portanto como dizem os espanhóis, Vamos Allá ?...


    *Adalberto de Oliveira

    • Facebook
    • Instagram

    © Todos os direitos reservados - JORNAL TEMA

    O Jornal Tema não se responsabiliza pelas matérias ou artigos assinados.
    As opiniões não refletem, necessariamente, a opinião da diretoria deste jornal.

    E-mail: jornaltema@gmail.com

    Dúvidas e sugestões (13) 99116.0050 ou Redação (13) 3561.8382

    Administrado pela ASSECOM Assessoria