Carnaval em Santos SP - Chegou a hora!

    Atualizado: Fev 19



    Milhares de sambistas e simpatizantes estiveram na noite de sexta feita (14) assistindo e torcendo por sua agremiação na Passarela do Samba "Dráuzio da Cruz" palco dos desfiles das Escolas de Samba no Carnaval de Santos, região metropolitana no litoral de São Paulo, onde era realizada a apresentação das sete escolas concorrentes no Grupo 1 e de Acesso. A Corte Carnavalesca, após o batismo do sambódromo, cantou e sambou no asfalto pedindo licença para apresentar a escola convidada Unidos da Baixada que abria o desfile oficial com o enredo "Zumbi dos Palmares". Logo após, o cantor Xande de Pilares e sua banda percorriam toda extensão da passarela em cima de um trio elétrico animando a comunidade do samba e torcedores das agremiações que aguardavam nos camarotes e arquibancadas, as escolas de samba do grupo 1. Desfiles:

    A primeira escola do grupo 1 a entrar na passarela do samba "Dráuzio da Cruz" foi a Acadêmicos Bandeirantes do Saboó. Nas cores vermelha, preta e branca, com 600 componentes faziam o público balançar com o enredo "A origem da dança, uma viagem no tempo".

    Repicando os tamborins e homenageando o orixá da caça, a escola de samba Império da Vila veio com o enredo "Oxossy, o Rei da Cidade de Keto". O azul, vermelho e o branco, cores oficiais da agremiação predominavam e coloriam a passarela nas fantasias, adereços e alegorias de seus 700 componentes.

    "Ganhei Mas Não Levei". foi o tema de enredo que a Imperatriz Alvinegra junto aos seus 655 componentes distribuídos em suas 11 alas levou para o sambódromo.

    A Unidos da Zona Noroeste, com seus 450 integrantes animou o publico nas arquibancadas e camarotes com o enredo " ‘Hoje o Galo Canta, É a Voz da Favela",que falou sobre a esperança de moradores em comunidades.

    Encerrando as apresentações do grupo 1 e dando passagem para as agremiações que compõem o grupo de acesso a Sangue Jovem, a Padre Paulo e a Brasil.

    Personagens nacionais foram retratados pela Escola de Samba Sangue Jovem e apresentados no tema de enredo "Vale a pena a Sangue contar de novo" com seus mais de 1000 componentes, além alguns ex-jogadores do Santos Futebol Clube, levantaram o publico presente nas arquibancadas.

    A Mocidade Independente Padre Paulo, com o enredo "De sete em sete, ainda acabo nesses sete", foi penúltima escola a desfilar na noite de sexta feira (14), a verde, branco e dourado levou para a passarela do samba 850 componentes. distribuídos em 14 alas.

    Já nas alas da "Campeoníssima" Escola de Samba Brasil, que encerrou o desfile com dia clareando nas primeiras horas da manhã de sábado (15), ciganos, damas do carteado,a arte do jogo de cartas, fizeram parte do tema de enredo "Sem cartas marcadas".




    • Facebook
    • Instagram

    © Todos os direitos reservados - JORNAL TEMA

    O Jornal Tema não se responsabiliza pelas matérias ou artigos assinados.
    As opiniões não refletem, necessariamente, a opinião da diretoria deste jornal.

    E-mail: jornaltema@gmail.com

    Dúvidas e sugestões (13) 99116.0050 ou Redação (13) 3561.8382

    Administrado pela ASSECOM Assessoria